quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Haverá solidão pior que a ausência de si?
Quero enxergar plenamente minha nudez, e sem fugir dela, hei de julgar e crucificar a mim mesmo, mostrando ao mundo como sou em minha essência!
Vivo de peito aberto, quero abraçar o mundo! Mundo que penso que tenho nas mãos...
A mim não interessa sua origem, seu passado ou seu futuro. Interessa apenas que no momento presente sejas honesto consigo próprio!
Prefiro um caminho longo curto a um caminho curto longo.
Prefiro desobedecer respeitando a obedecer com desrespeito.
Minha alma imoral não hesita em dizer que quer sim, ser traída com lealdade para não ter uma fidelidade perversa!
Quero traír a monogamia por questões qualitativas, sem medo de amar o desconhecido!
Quero produzir e reproduzir com honestidade, quero viver com a alma sem esquecer das leis do corpo!
Eu tenho sede de vida, vida verdadeira, vida da união entre corpo e alma, vinda de dentro pra fora!
Eu quero muito amor, amor sincero, livre...
Eu prefiro ser traidor a hipócrita... Eu quero mais!

2 comentários:

  1. Sempre a essência.
    Esse texto define você. Adorei.
    P.s.: bela foto do perfil.
    Saudades, beijos.

    ResponderExcluir